Mas afinal, o que é marketing – parte 2

Jornal Indústria e Comércio
Segunda, 22 de Agosto de 1994.
4ª edição da coluna – Página F1

“Marketing é o conjunto de ações que visam satisfazer as necessidades e desejos dos consumidores, levando em conta a concorrência e a rentabilidade da empresa.”

Philip Kotler, o “papa” do marketing

Dissecando este conceito, temos, inicialmente, que marketing não se resume a uma única ação, mas sim, ao conjunto delas, que podem ser, por exemplo, pesquisa de mercado, telemarketing, promoções, propaganda, e por aí afora. Em seguida, é fundamental entender a diferença entre necessidades e desejos. A diferença entre estes dois substantivos abstratos vai direcionar nossa estratégia de marketing e principalmente o enfoque da comunicação a ser adotada. Necessidades são prementes, racionais e funcionais. Por sua vez, desejos são emotivos, secundários e simbólicos. Definir se queremos satisfazer necessidades ou desejos é de fundamental importância para o êxito de uma estratégia de marketing. Em terceiro lugar, entra a análise da concorrência. A ação da concorrência, de certa forma, baliza nossas ações. Por exemplo, se não temos um concorrente para determinado produto, por que vamos aperfeiçoá-lo? Será que é por isso que a Kombi é praticamente igual desde que foi lançada, há trinta anos?

O leitor pergunta.

Paulo Sérgio Gabardo, diretor comercial da Moto Peças Hauer Ltda. Marketing e Propaganda são as mesmas coisas?

Caro Paulo: Decididamente não! Imagine que uma mesa de quatro pernas seja o nosso marketing. Uma das pernas seria a propaganda. Podemos afirmar, então, que a propaganda faz parte, compõe, integra o marketing.

ALTA SATISFAÇÃO

Ninguém tinha pensado até hoje em resolver o problema do cheiro forte da gasolina ao abastecer o carro. Tinha! Agora, na França, já é possível encontrar gasolina perfumada com agradáveis aromas em alguns postos.

BAIXA SATISFAÇÃO

Horário Eleitoral “Gratuito”. Engraçado como num país rico como os EUA a propaganda eleitoral é rigorosamente paga. Aqui no Brasil, que pelo jeito deve estar muito bem financeiramente, o governo gentilmente “banca” este verdadeiro presente de Papai Noel aos partidos e candidatos, para felicidade das videolocadoras.

VEJA TAMBÉM

Mate sua “vaquinha”!

“A vida começa no final de sua zona de conforto.”  Neale Donald Waslch Você anda insatisfeito com seu trabalho? Seu trabalho já não lhe dá

Leia Mais

Como criar uma marca

Jornal Indústria e ComércioSegunda, 19 de Dezembro de 1994.21ª edição da coluna – Página F1 Além de uma boa empresa, de um bom produto ou

Leia Mais

Deixe uma resposta