Desmistificando o Marketing

Jornal Indústria e Comércio
Segunda, 08 de Agosto de 1994.
2ª edição da coluna – Página F1

Convém, antes de entrarmos diretamente no assunto, fazer alguns esclarecimentos para os leitores menos avisados.

1) O marketing não é um privilégio das grandes empresas.

Sua empresa não precisa ser uma megacorporação do tipo General-Motors para praticar o marketing. A bem da verdade, até uma simples banca de jornal pode (e deve) praticar as consagradas técnicas de marketing.

2) O marketing não é complicado.

Pode até ser complexo, mas nunca complicado. Desde que se conheça bem suas ferramentas, qualquer pessoa ou empresa pode aplicá-las em suas vidas profissionais e nas organizações. Basta apenas ter objetivos claros e saber quais ferramentas utilizar para cada situação.

3) Praticar o marketing não custa uma fortuna.

As matérias-primas do marketing, informação e criatividade, estão ao nosso alcance, por vezes, sem custo algum. Basta boa vontade para colher informações sobre o que quer que seja e uma boa dose de disposição para liberar a criatividade. E, um exemplo corriqueiro da prática de bom marketing é o uso do telefone. Atender o telefone com um sonoro “boom-diia” demonstra cordialidade e profissionalismo. Será que custa alguma coisa?

O LEITOR PERGUNTA

O que terá que mudar nas estratégias de marketing num cenário de baixa inflação e moeda forte? Hugo Poniwas, diretor comercial da Limpexo.

Hugo:

Uma coisa maravilhosa vai acontecer no mercado. Como a diferença entre os preços dos produtos e serviços similares vai ser muito pequena, o grande diferencial das empresas vai ser o atendimento e o “esquecido” pós-vendas. Pois é assim que se conquista a fidelidade de um cliente.

ALTA SATISFAÇÃO

Iniciativa louvável do Jornal Indústria & Comércio em dedicar um importante espaço para tratar de assuntos de grande interesse para o setor empresarial.

BAIXA SATISFAÇÃO

Decisão equivocada do governo brasileiro em cobrar a emissão de vistos para turistas estrangeiros visitarem o Brasil. Além de ser um obstáculo a mais para o incremento do turismo receptivo, o governo americano acaba de fazer o mesmo para os brasileiros, com base na reciprocidade.

VEJA TAMBÉM

Bic ou Mont Blanc

Se você fosse uma marca de caneta, acredita que sua marca estaria mais para uma BIC ou para uma Mont Blanc em termos de valor?

Leia Mais

Deixe uma resposta